Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

O Mimo da Avó

CAM00314uj.jpg

Como não podia deixar de ser, a minha avó, que é o maior tesouro que eu tenho nesta vida, foi a primeira pessoa a telefornar para me dar os parabéns. 

 

E a conversa correu mais ou menos assim:

Avó: Quando fizeste 18 anos disseste que já podias ir presa!

Eu: Ah, pois disse! Já nem me lembrava disso!

Avó: Agora já fazes 20! 

Eu: Já passaram dois anos, avó!

Avó: E não foste presa! 

 

A minha avó é a melhor coisa do Mundo e eu sou o maior orgulho dela porque consegui sobreviver dois anos sem ser presa!

A companhia desta senhora é a melhor prenda que eu alguma vez poderia desejar, e quero continuar a celebrar aniversários com ela durante muitos, muitos anos!

Sobreviver à Batalha de Hogwarts

Estava a tentar ganhar coragem para ir estudar Histologia quando me deparei com isto. É um teste para saber se teríamos sobrevivido à Batalha de Hogwarts. Basicamente apresenta várias situações hipotéticas e temos que escolher o que faríamos, que caminho seguiríamos. E a história vai avançando até morrermos ou a Batalha terminar. Tenho a dizer que joguei três vezes e acabei por morrer em todas elas... Mas não deixa de ser uma coisa gira, e uma excelente opção para quando estamos aborrecidos... ou temos mesmo que estudar!

Harry Potter Challenge - Day 12

Least Favourite Movie

Já aqui referi que não sou prorpiamente a maior fã de qualquer um dos filmes, mas se tivesse que escolher aquele me dá mesmo dor de cabeça, seria o Cálice de Fogo. 

Acho que foi mesmo muito mal aproveitado. Toda a história do torneio, dos desafios, não passou para o filme, não se percebe a excitação por uma coisa que supostamente já não acontece há imenso tempo. Transformou-se uma boa história, com um cenário que até seria bastante interessante por ser diferente, numa coisa aborrecida, sem piada. 

Só para verem do que eu estou a falar, quase não se percebe a influência da Rita Skeeter neste filme. E ela foi uma parte importante, e incrivelmente hilariante!

 

 

 

Disney Mood #3

 

Estive a ver o filme Pocahontas: Um Novo Mundo, que é basicamente o segundo filme da Pocahontas. Tinha grandes expectativas, porque o primeiro filme sempre foi dos meus preferidos... E por isso é que a desilução foi tão grande! Mas o objectivo da Disney não é dar falsas esperanças a miúdas por todo o Mundo, contar-lhes histórias de amor eterno e coisas assim? Então porque raio é que este filme vai contra isso tudo? Partiu-me o coração, a sério! E eu vou-vos dizer porquê: é que a moça foi para Londres, e achando que o (giro do) John Smith estava morto, não demorou muito tempo a apaixonar-se por outro John, o Rolfe. Nada de especial até aqui, estava-se mesmo a ver que o outro ia ressuscitar algures a meio do filme, e foi exactamente isso que aconteceu. E aqui é que começa o problema: então não é que o raio da índia, que tinha um amor tão grande pelo Smith, no fim o trocou pelo outro John de meia tigela?! E o filme acaba assim, com a Pocahontas e o John versão moreno juntos e felizes a ver o pôr-do-sol! E o pobre do loiro fica só e abandonado, de coração partido... como eu!

 

Harry Potter Challenge - Day 11

What Character Would You Say You Are Most Like

Cliché, não é? A verdade é que nunca tinha pensado nisto, e agora que tive que o fazer acabei por chegar à conclusão que me identifico com a Hermione. Talvez não a 100% mas é, provavelmente, a personagem com quem tenho mais em comum. Ela é perfecionista, ligeiramente obcecada, dá o que tem e o que não tem. Opinião pessoal: sem uma Hermione na história, o Harry não tinha sobrevido ao primeiro livro. 

Pág. 1/3