Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

Temos Barbies Novas

1028672.jpg

 

Esta semana não se falou de outra coisa: toda a gente andava para lá de encantada por (finalmente) terem sido criadas Barbies com diferentes tipos de corpo. Agora há para todos os gostos: loiras, ruivas e morenas, altas, baixas, esguias e curvilíneas, diferentes tons de pele e até uma de raça negra. Atrevo-me a dizer que só fica aqui a faltar uma esquimó...

Dito isto, cá vai a minha opinião: era desnecessário. A sério, era mesmo. Porquê? Ora, eu sei que sempre houve esta grande polémica em torno do corpo da Barbie, por ser tão alta, tão magra, tão loira de olhos azuis, tão tudo. E tudo isso seria, como é lógico, prejudicial para as crianças que crescem com aquele ideal de beleza. Agora vejamos outra coisa: a Barbie foi feita com um corpo adulto, não de criança. Lembro-me que quando tinha idade para brincar com Barbies a minha principal preocupação não era ter aquela cintura, nem aquelas pernas... o que eu queria mesmo era que deixassem de fazer Barbies loiras e as fizessem morenas e de olhos castanhos como eu. Era nisso que eu me comparava à Barbie. E as bonecas morenas e ruivas já apareceram há muito tempo, a sério! Eu fartei-me de brincar com elas e não foi por isso que tive problemas de auto-estima. Entretanto cresci e comecei a ter esses problemas. Mas, surpresa das surpresas, a Barbie não teve nada a ver com isso. A questão era a persitência com que nos vendiam por todo o lado, televisão, revistas, publicidade, o ideal de beleza feminino. Foi isso que me causou, e continua a causar a tanta gente, muitos problemas, e isso ainda está a anos-luz de ser resolvido.

Por isso, minha gente, peço desculpa por ser sempre do contra, mas não consigo deixar de ver estas novas Barbies como um golpe de génio de marketing. É de aplaudir, sem dúvida, mas não nos iludamos a achar que vai mudar alguma coisa. Não vai. É só para nos taparem os olhos durante mais algum tempo enquanto continuam a pôr modelos anorécticas nos catálogos de moda.

A Mala Vermelha

Capturarw.PNG

Terminados os saldos, é tempo de começar a fazer olhinhos às belezas da nova coleção. Ainda não vi nada que me arrebatasse, é certo, mas já houve uma coisita ou outra que guardei, para ir mantendo debaixo de olho e, quem sabe um dia mais tarde, trazer cá para casa. Até agora, esta mala da Mango é a que tem o lugar mais especial no meu coração. Logo eu, que não sou moça para gostar particularmente de coisas vermelhas, fui logo perder-me de amores por ela! Há noutras cores sim, mas perde o encanto. É a número um na minha lista, e tem uma alta probabilidade de me vir fazer companhia nestes dias frios de Inverno muito em breve!

Capturar.PNG

E depois, muito mais dentro da palete de cores que costumo usar, estas duas da Zara. A preta já anda na minha wishlist desde o início do Outono mas, como tenho mais malas pequenas do que aquelas que efectivamente uso, nunca me convenci a ir buscá-la. E cheira-me que, apesar de o meu coração palpitar de cada vez que a vê, ainda não vai ser desta que a compro. 

E a rosa também não. Demasiado parecida com a minha mais recente paixão encarnada para ter alguma hipótese... mas se a tivesse visto primeiro, quem sabe!

 

 

 

 

Manhãs (pouco) Produtivas

Ontem foi dia dia de exame, o que significa que a manhã de hoje foi dedicada à importante tarefa de não fazer nada. Como acabei por acordar cedo na mesma (maldito relógio biológico!) passei a manhã entre quizes  (é assim que se escreve o plural de quiz?) manhosos espalhados pela Internet. Fiquei até surpreendida com a variedade de coisas deste género que existem... quem é que se dedica a inventá-los?

Mas questões à parte, aqui fica o resumo do meu início de Sábado produtivo:

- tenho 48 anos

- se fosse uma personagem da Disney, o meu destino passaria por ser adoptada por uma família de Trolls

- entre as renas do Pai Natal, eu seria a Dancer

- quando me zango o desastre natural a que me assemelho é um tsunami

- devia ter nascido no Japão Feudal (1186-1573) e tive que ir à Wikipédia investigar o que raio era isso

- a Audrey Hepburn é a minha alma-gémea entre as estrelas de Old Hollywood

- se entrasse no Game of Thrones, seria o Jon Snow, mas ainda estaria viva... um bocadinho contraditório

- o meu tipo de bolo é o red velvet (what about chocolate??)

- numa vida passada fui um explorador, tipo Marco Polo

 

E por aqui foi isto... Bom fim-de-semana!

O Problema de não saber como me chamo

Tinha recebido ontem o e-mail a dizer que já podia levantar a minha encomenda da Mango na loja do Braga Parque pelo que decidi passar por lá hoje de manhã, depois do ginásio. Até aqui tudo bem. O problema todo começou quando a senhora me perguntou em que nome estava a encomenda... bolas, nunca sei estas coisas! Disse-lhe o meu primeiro e último nome. Não resultou. Tentei com o outro apelido, que uso muitas vezes... tambem falhou. Agora experimente com os dois apelidos... Não. O nome completo? Também não. Eu já suava por todos os lados, com a vergonha de estar naquela situação, quando me lembrei de ir verificar o e-mail... que estava em nome da minha mãe! Ora bolas, eu usei a conta dela para fazer a encomenda e nem reparei! Posto isto, a senhora lá foi ao armazém uma quinta vez e voltou com a encomenda, deixou-me experimentá-la, perguntou se estava tudo bem e ainda teve paciência para se despedir de mim com um sorriso. Realmente, há pessoas abençoadas! Por isso, aqui vai um pedido de desculpa à senhora simpática da loja da Mango do Braga Parque... espero que tenha tido um bom dia, que bem merece depois de ter levado comigo logo de manhã!

 

Pedido de Desculpa Público

Às minhas ancas, às minhas coxas, e a todos os outros depósitos de gordura do meu corpo, peço desculpa. Bem sei que não vos tenho tratado bem nestes últimos dias. Nem ir todos as manhãs ao ginásio compensa o facto de depois enfardar pacotes de bolachas e caixas de pizza indiscriminadamente (mas a acompanhar com chá verde, que faz muito bem ao organismo!). 

Prometo que assim que passar o exame, volto a encher-vos de miminhos e coisas boas. Tenham lá mais um bocadinho de paciência comigo, que para a semana já somos amigos outra vez.

12607178_972834526129086_1449548642_n.jpg

 

Asos

Já conhecia a Asos há algum tempo, através de uma amiga que é super fã, mas nunca liguei muito porque só costumo comprar online depois de já ter tocado e, mais importante, experimentado, a peça na loja. Mas desta vez perdi um bocadinho a cabeça. Estava desgostosa porque um vestido em que andava de olho há imenso tempo esgotou em dois segundos assim que ficou a um preço aceitável e, por isso, decidi que não havia melhor cura do que comprar outra coisa. Escolhi um vestido de Verão da Asos. A minha amiga fartou-se de gozar comigo por, logo na minha primeira experiência com a loja, escolher logo uma peça cujo tamanho pode variar tanto... mas agora já está feito, depois logo digo como correu.

Entretanto dediquei algumas horas da minha tarde a passear pelo site e descobri que a Asos não se fica pela roupa. Tem todo um outro mundo por descobrir! Ele são livros (todos de extrema importância para o desenvolvimento de uma mente saudável, como é o caso deste exemplar de ''Wet Dogs''), material de cozinha como esta caneca-baleia, um foguetão para ovos estrelados espaciais, ou um saca-rolhas em forma de unicórnio, material de escritório que não passa pela cabeça de ninguém (tipo estes post-it que parecem salame), e muitas, mesmo muuuuuiitas outras coisas.

Espreitem lá e digam se eu não tenho razão!

Capturar.PNG

 

E o Globo de Ouro vai para...

 

 

Imagem3.png

A Rosie Huntington-Whiteley. Linda que só ela, com um Versace que, não sendo assim nada de especial, conseguiu fazer os meus olhos brilhar.

 

Imagem4.png

 

 

Um segundo lugar muito, muito renhido para a Alicia Vikander. Babei para este vestido, coisa que não acontece frequentemente quando se trata de Louis Vuitton.

 

Imagem2.png

 

E a Lily James que, admito, só mereceu este terceiro lugar porque eu gosto dela quase tanto como gosto de chocolate (e porque ainda me lembro de alguns dos vestidinhos que usou na tour da Cinderela...) 

 

 

 

Scote - Snack, Coffee and Tea

Imagem1.png

Reparem bem no tamanho desta tosta! A sério, reparem. Peguem nas réguas, arranjem uma escala... esta coisa é um monstro! Quando pedi um chá e uma tosta Mediterrânea para o almoço, estava a pensar assim nunca coisa leve, mais soft. E depois chegou-me isto à mesa!! Pensei logo para comigo que não ia conseguir comer, ia sobrar imenso... mas o raio da tosta é tão boa que acabaou por desaparecer num instantinho!

E foi assim que me tornei fã deste cafézinho, que abriu há relativamente pouco tempo à beira da minha faculdade. Quem conhece a Universidade do Minho sabe que bares, cafés e restaurantes é o que não falta à volta do campos, mas a Escola de Ciências da Saúde fica a uma subida (enormeeee) de distância de qualquer um desses sítios. Por isso, a alminha que se lembrou de abrir este café mesmo ali ao lado, é sem dúvida abençoada! Estando tão isolado, só com a faculdade e as traseiras do Hospital por perto, tornou-se numa espécie de exclusividade para os alunos de Medicina. E eu gostava muito que continuasse assim. Por isso, não tomem este texto como um grande incentivo para começarem a ir lá. Podem ir experimentar uma vez (vá, duas, assim na loucura) mas não se habituem. Tem coisas muuuiitooo boas, são super criativos e inovadores, mas é para mim. Fiquem lá em baixo, no campus, que também têm a Montalegrense, Maria Bolacha e afins, e deixem o Scote para nós, que também merecemos um miminho de vez em quando.

 

O espaço: muito amplo, muito aberto, cheio de luz num estilo minimalista e muito giro!

Imagem5.png

 

BOLOS!!

Crumble de mirtilos,tarde de chocolate, bolo de bolacha e chocolate, 

tarte de maçã e amêndoa, bolo de limão, delícia de chocolate, bolo de cenoura

(e estão sempre a aparecer novidades!)

Imagem6.png

 

 

As chamadas DELÍCIAS DO DIA:

Quadradinhos de limão, muffins de laranja, limão e chocolate,

semi-frio de oreo, brownies que nunca mais acabam (de nutela, de oreo,

de caramelo, de avelã, de noz...) E os brownies de cheesecake, que já têm

um lugar de destaque!

Imagem2.png

Imagem1t.png

 

Imensas escolhas para o pequeno-almoço e também para o almoço. 

Imagem4.png

 

 

Pág. 1/2