Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

Fiz Anos

Já lá vão quase duas semanas desde o meu aniversário mas só agora tive um tempinho para vos vir contar tudo... perdoem-me a preguiça, sim?

Então a coisa passou-se mais ou menos assim: naquele dia saímos da faculdade às 17h, mesmo a tempo de um lanchinho num terraço em Braga, AoPedaSe (o nome deu muitas dores de cabeça a uma colega minha...). Foi espectacular, principalmente se tivermos em conta a minha paixão por bolos.

13090725_1764729160427595_1337598367_o.jpg13078192_1764729130427598_668372364_o.jpg

 

Depois, e porque o dia seguinte começava em grande logo às 8h da manhã, achámos por bem contentarmo-nos com um jantarzito e a promessa de que a festa a sério ficaria para outro dia. O jantar foi nos 100 Montaditos, porque passou-nos pela cabeça que tapas seria uma coisa assim mais para o leve. Pois, não era. Saí de lá quase a rebolar. Os Parabéns foram cantados num clima de puro romance, com o Maria Bolacha quase às luz das velas. Podia ser melhor, mas pensando bem também podia ter sido muito pior... Ah, e a tal celebração a sério? Duas semanas e ainda não aconteceu. 

13120515_1037788512967020_1898631744_o.jpg

13141138_1042474619165076_943374660_n.png

 

As prendas chegaram, como já vem sendo habitual, muito muito mais tarde porque têm a mania de se perder pelo correio. As únicas que recebi em tempo últil foram as da minha mana querida, que voltou a pôr as mãos na massa e fez:

- um book cover com florzinhas amarelas que é a coisa mais fofa em que alguma vez irão pôr os olhos;

- uma pintura em aquarela, só porque lhe apeteceu;

- uma moldura com o símbolo do instagram e muitas polaroids de tempos da minha infância que ela achou que não me envergonhariam por aí além;

- um conjunto de cartas do mais fofo que possam imaginar;

- um daqueles livros zen de pintar porque, segundo ela, estou a precisar urgentemente de relaxar e ela não tinha dinheiro para um vale de spa;

- e o melhor de tudo: um kit de sobrevivência do aluno de Medicina (ou de qualquer outra pessoa, sinceramente) que continha a maior coleção de chocolates que alguma vez me veio parar às mãos e um conjunto de post-it de todas as cores imaginárias, que ela sabe que eu adoro.

13187616_1042470635832141_2024632047_n.jpg13152904_1042470665832138_1739910217_n.jpg

E pronto, foi isto. Como diz a minha avó, para o ano cá estaremos, para mais gordices, prendas atrasadas e muito amor!

 

Cerimónia da Bata Branca

FB_IMG_1461423090591.jpg

Esta passada semana foi a Cerimónia da Bata Branca lá na escolinha. É uma cerimónica que marca a transição para os anos clínicos, a passagem oficial das salas de aula da faculdade para o caos dos hospitais. Confesso que entrei lá a pensar ''Que bela tarde de Sol perdida fechada aqui dentro'' mas logo nos primeiros discursos comecei a ficar com pele de galinha (podia ser do ar condicionado, como de costume, mas desta vez cheira-me que não). A verdade é que toda a cerimónia e o seu conceito pode parecer de pouco significado e talvez até inútil e pretensiosa, mas para quem de repente se apercebe que passaram três anos, sobrevivi a já metade do curso e estou cada vez mais perto de alcançar o sonho, a coisa ganha outro peso. É já em Maio que inicio esta nova etapa, que promete ser tão dura quanto gratificante e que representa, no fundo, tudo aquilo porque sempre lutei. É neste momento, e naqueles que hão-de estar para vir, que todas as noites sem dormir, todas as saídas com amigos a que faltei, todas as respostas tortas que dei por falta de paciência, começam a fazer sentido, começam a valer a pena. É quase como receber os primeiros juros de uma conta poupança. Sabemos que afinal todo o sacrifício até pode dar nalguma coisa. Não sei bem o quê, é um grande salto no escuro, mas quero muito dá-lo.

Metade está feito, falta outra metade. E se os próximos três anos passarem tão depressa como os últimos, daqui a nada estão a ver-me feliz e contente na festa de finalistas. Até lá, continuem desse lado a aturar as minhas parvoíces.

Screenshot_2016-04-23-15-15-24-1.pngreceived_1727723674107229.jpeg

received_1727720367440893.jpeg

13054877_1763208073913037_1158234909_o.jpg 

Everyday Problems

Quando vejo uma imagem com que me identifico competamente mas as minhas amigas não percebem patavina de Harry Potter (como é que eu ainda me dou com esta gente??), sou praticamente obrigada a vir partilhá-la com o mundo desse lado. Obrigada por estarem aí para mim nestes momentos.

13023400_1028664640546074_21902328_n.jpg

That would totally be me!

 

 

Natal em Braga

Último dia de aulas, tão perto do Natal, pedia mesmo um passeio pela Avenida para ver as iluminações de Natal. Lanchámos na Casinha, uma espécie de brunch tardio com tudo a que temos direito, para nos prepararmos para uma tarde de muita conversa, muitas gargalhadas e uma ou outra compra de última hora. 

São estes pequenos momentos, com as pessoas de quem mais gostamos, que nos enchem o coração e nos aquecem a aula!

img1.PNG

img2.PNG

img3.PNG

img4.jpg

img5.jpg

My Kind of Thanksgiving

 

12305429_945740882171784_671087304_n.jpg

 

Ontem foi dia de exame, o que é sinónimo de: dia de relaxar e aproveitar ao máximo as poucas horas de liberdade que nos são concedidas antes de termos que enfiar novamente o nariz nos livros. Estava Sol em Braga, o que em finais de Novembro é um pequeno milagre, por isso não pensámos duas vezes e fomos até ao centro.

A prioridade era repor as calorias gastas no exame, e para isso não há melhor do que um almoço no De Gema. Mas ninguém aguenta muito tempo sentado depois de despanhar um hamburguer daqueles, por isso fomos espreitar (e aproveitar) os descontos do Black Friday - lembram-se da saia da Zara que eu andava a namorar? Desceu para 30 euros e eu tive mesmo que a ir buscar!

O resto da tarde foi passada na conversa, a apanhar o máximo de Sol possível! Mas quando o frio começou a ser mais forte do que nós, tivemos mesmo que procurar refúgio... no The Cheesecake Story. Apesar de ser uma grande fã de cheesekace de forno (e aqueles são mesmo muito bons!), não consegui resistir ao brownie que tinha acabado de sair do forno! Cheguei a casa a rebolar, confesso, mas foi uma tarde muito bem passada e muito bem aproveitada, até porque ninguém sabe quando teremos outra oportunidade destas!

12305567_1707918572775321_1974985466_n.jpg

12319443_1707918596108652_52935608_n.jpg12312474_945740888838450_1305745717_n.jpg12285664_945740938838445_799359560_n.jpg

 

 

Com Amigas Destas...

Um dia destes estava juntamente com alguns colegas voluntários à força como eu, no palco de um auditório da faculdade à espera da minha vez para falar. Já nem me lembro bem qual era o tema, mas posso assegurar que não era o mais interessante deste mundo, pelo que a minha cara devia reflectir precisamente o meu estado de espírito: aborrecimento e tristeza ao pensar em todas as coisas que podia estar a fazer em vez de estar ali.

As minhas amigas, que eu já aqui proclamei como sendo as melhores de sempre, repararam no meu desalento e não demoraram muito a darem o seu melhor para me animarem.

Choco.jpg

Bons amigos e um bolo de chocolate. Não preciso de muito mais nesta vida...