Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

City Lights

Aluna da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts (e de Medicina, nos tempos livres)

'Morning

 

 

Por que é que quando recebia aqueles e-mails corrente que me ameçavam de morte (a mim e a todas as pessoas que me eram queridas, desde a minha mãe ao meu peixinho dourado) se não reencaminhasse para 10 pessoas em 10 minutos nunca continham mensagens fofas tipo esta?

Quanto a vocês não sei, mas a mim parece-me só uma ideia de génio!

 

14801082_1171537692925434_1992916463_n.png

A Quase Vergonha

Hoje quase saí de casa com a camisola do avesso. É isto, ainda é quarta-feira mas o meu cérebro já está a entrar em hibernação e por isso só me apercebi que a camisola estava ao contrário (e atenção que é daquelas camisolas que têm as costuras bem visíveis, não era coisa para passar despercebida com facilidade) quando, graças ao meu ego do tamanho do Grand Canyon, me vi ao espelho no elevador... Depois foi toda a manobra de me despir e voltar a vestir enquanto o elevador não se abria, acabando com um penteado capaz de fazer inveja à Cruella de Vil. 

E pronto, aqui fica para sempre registado o dia em que quase saí de casa com a camisola do avesso.

My Kind of Thanksgiving

 

12305429_945740882171784_671087304_n.jpg

 

Ontem foi dia de exame, o que é sinónimo de: dia de relaxar e aproveitar ao máximo as poucas horas de liberdade que nos são concedidas antes de termos que enfiar novamente o nariz nos livros. Estava Sol em Braga, o que em finais de Novembro é um pequeno milagre, por isso não pensámos duas vezes e fomos até ao centro.

A prioridade era repor as calorias gastas no exame, e para isso não há melhor do que um almoço no De Gema. Mas ninguém aguenta muito tempo sentado depois de despanhar um hamburguer daqueles, por isso fomos espreitar (e aproveitar) os descontos do Black Friday - lembram-se da saia da Zara que eu andava a namorar? Desceu para 30 euros e eu tive mesmo que a ir buscar!

O resto da tarde foi passada na conversa, a apanhar o máximo de Sol possível! Mas quando o frio começou a ser mais forte do que nós, tivemos mesmo que procurar refúgio... no The Cheesecake Story. Apesar de ser uma grande fã de cheesekace de forno (e aqueles são mesmo muito bons!), não consegui resistir ao brownie que tinha acabado de sair do forno! Cheguei a casa a rebolar, confesso, mas foi uma tarde muito bem passada e muito bem aproveitada, até porque ninguém sabe quando teremos outra oportunidade destas!

12305567_1707918572775321_1974985466_n.jpg

12319443_1707918596108652_52935608_n.jpg12312474_945740888838450_1305745717_n.jpg12285664_945740938838445_799359560_n.jpg

 

 

A Vida Inteira de Dieta

Às vezes parece que sou só eu, mas depois olho em volta e vejo que há muitos, muitos mais a passar pelo mesmo.

Há coisa de 7 anos, estava eu no pico da minha adolescência, sofri de anorexia nervosa. Não foi coisa para durar muito tempo porque tive a sorte de ter uma mãe que percebeu num instantinho que alguma coisa não estava bem, mas foi o suficiente para bater no fundo. E bati mesmo. Estive internada durante quinze dias porque estava num ponto em que não conseguia comer fosse de que maneira fosse. Mas depois, aos poucos, com a ajuda dos amigos maravilhosos que tive ao meu lado, da família e do meu pediatra que se dedicou a 200% ao caso, fui melhorando. Muito devagarinho, com muitos passos atrás, mas cheguei lá. E quando consegui estabilizar novamente num peso considerado normal, achei que me tinha livrado para sempre da doença. Hoje acho que não é bem assim. Mesmo estando satisfeita com o meu corpo, com o meu peso, com a minha aparência, há um bichinho que nunca morre e não nos deixa ser verdadeiramente felizes. Olhando para trás, vejo que desde essa altura nunca deixei de contar calorias, nunca deixei de me sentir culpada por faltar ao ginásio ou de pensar que tenho que compensar e treinar o dobro porque ontem comi alguma coisa que não devia. Tenho perfeita noção de que o meu estilo de vida, mesmo que tenha vindo a melhorar muito, está longe de ser saudável e, principalmente, está longe de ser uma coisa sustentável. Durante a semana tenho uma alimentação regrada, perfeita. Uma ou outra vez, numa ocasião mais especial, abre-se uma excepção e faço uma asneira mas, lá está, no dia seguinte tem que haver ginásio para que isso não me fique a pesar na consciência. O problema mesmo é ao fim-de-semana: depois de cinco dias sem me permitir uma única falha, naqueles dois dias acabo sempre por cair no exagero. Não há equilíbrio: vou do oito ao oitenta. E tem sido assim, desde que me lembro. Tenho perfeita consciência que tenho que mudar, que esta forma de vida não é boa nem para o meu corpo nem para a minha mente e que, a longo prazo, nunca resultará.

Mas quem diz que isto de encontrar a fórmula mágica da alimentação equilibrada, que não custa nada manter, associada a uma vontade inabalável de fazer desporto todos os dias, sem nunca cansar, sem nunca acordar com vontade de ficar a dormir em vez de se ir enfiar no ginásio, é fácil, está a pregar a maior mentira de todos os tempos. Eu estou há sete anos, por entre muitos erros (uns maiores que outros), a tentar encontrá-la e adaptá-la a mim. E não tem sido pêra doce. A vontade de mudar é muita, mas há fantasmas que nunca nos abandonam. É persistir, insistir, e nunca desistir. Um dia hei-de conseguir fazer as pazes comigo mesma e com a comida. Não sei bem quando, mas sei que esse dia vai chegar. E entretanto, só queria partilhar isto convosco. Porque sei que há por aí imensa gente a passar pelo mesmo, rodeados de testemunhos que fazem parecer tudo muito fácil. Não é. É difícil que se farta, mas eu sei que consigo!

Já Neva na Serra!

Parece que é oficial: já há neve na Serra da Estrela!

Normalmente, no que toca a este assunto em particular, não confio muito nos telejornais. A grande maioria das vezes, quando eles dizem ''Já há neve na Serra da Estrela'' o que querem mesmo dizer é ''Nevou um bocadito na Torre, quase nem se vê, mas pronto, é alguma coisa''.

Por isso, quando ouço estas notícias, a primeira coisa que faço é ligar à minha avó para confirmar. E desta vez confirma-se mesmo! Parece que nevou bastante durante a noite, mas a chuva durante o dia limpou tudo. De qualquer forma, já há algum tempo que não nevava tão cedo, por isso vou interpretar isto como um bom presságio! Talvez este ano volte a ter um Natal branquinho!

Capturar.PNG

 

Friends: Para Ver e Rever

Este Verão decidi que era mais do que altura de rever uma das minhas séries preferidas: Friends. Não é bem uma série ''do meu tempo'' o que equivale a dizer que não havia Wareztuga, nem Popcorn nem coisa que o valha. Os episódios que vi eram os que passavam na RTP2. Adorava aquilo, é só o que me lembro, mas como a televisão também ainda não tinha aquele botãozinho mágico para pôr a gravar, nunca acompanhei a série e era muito fácil perder o fio à meada.

Foi por isso que este ano decidi ver a coisa do início ao fim. Tinha planeado distribuir os episódios ao longo das férias, mas (como seria de esperar) acabei por vê-los em modo maratona! Acabei com eles em menos de um mês!

Esta semana, a Vogue relembra algumas das passagens mais marcantes da Rachel, e eu achei que era merecido dar-lhes algum destaque aqui no meu cantinho.

Capturar.PNG

Capturar1.PNG

Capturar2.PNG

Capturar3.PNG

Capturar4.PNG

 

Uma Coisa Chamada Fitness Blender

Como podem ver no post anterior a semana passada foi pautada por alguns (bastantes) excessos, por isso esta minha nova descoberta veio mesmo a calhar! Trata-se de uma coisinha maravilhosa chamada Fitness Blender. É um site totalmente gratuito e que me pareceu caído do céu quando me foi apresentado por uma colega. Parece que é uma coisa já bastante conhecida, mas para os que forem tão distraídos como eu, fica a dica!

Capturar.PNG

Capturar1.PNG

Capturar2.PNG

O site permite escolher imensas variáveis de treino, incluindo o tempo, o objectivo de calorias a gastar, o nível de dificuldade, o local do corpo a trabalhar, entre tantos outros. A variedade é inacreditável e há realmente treinos para toda a gente, deste pilates a tabata. Deixa de haver a desculpa do ''Ah, não tenho tempo para ir ao ginásio'' ou mesmo uma que já ouvi ''No local onde vivo não dá para ir treinar para a rua''. Com esta ferramenta, não precisamos de sair de casa, não precisamos de qualquer material ou equipamento, e nem sequer precisamos de dispor de muito tempo livre: há vídeos de 15 minutos!

 

Capturar3.PNG

 

O site também tem disponível um motor de busca de receitas saudáveis (ainda não tive oportunidade de experimentar a maior parte, mas parece-me bastante promissor), programas de treino para imprimir e um mundo de artigos sobre tudo e mais alguma coisa.

Vale mesmo a pena perder um bocadinho de tempo a explorar porque, até agora, é sem dúvida a ferramenta online mais completa que encontrei.

E resulta, gente!